COLÉGIO PORTUGUÊS RECEBE VISITA DO PRESIDENTE DA CÂMARA PORTUGUESA DE SÃO PAULO

Na última quinta-feira (23/09), o Colégio Português recebeu a visita do Ilustre Presidente da Câmara Portuguesa de Comércio e Indústria de São Paulo, Nuno Rebelo de Sousa, visando o estreitar de laços entre estas Instituições.  O objetivo é o de fortalecer cada vez mais os laços entre o Brasil e Portugal, através da educação e pensar em novos projetos que possam melhorar ainda mais a oferta formativa de excelência.  

A visita aconteceu seguindo todas as recomendações de segurança estipuladas pela OMS. Assim, o Presidente pôde conhecer toda a equipe diretiva, passear pelas instalações do Colégio e conversar com alguns dos presentes, já que as aulas estão funcionando de maneira híbrida.   

“Eu já conhecia algumas Instituições de Ensino, que tinham alguma ligação com Portugal, mas este é o primeiro Colégio Português que eu conheço, em 13 anos morando no Brasil. Então, para mim, é uma surpresa muito boa. Acho que agora temos que potencializar esta escola. Divulgar e crescer o Grupo Lusófona no Brasil. Acho que é uma oportunidade muito grande que nós temos aqui e faz parte do objetivo da nossa Câmara”, afirmou Nuno.  

O CEO do Grupo Lusófona Brasil, António Montenegro Fiúza, estava presente na visita e acompanhou Nuno Rebelo pelo Colégio, apresentando pessoalmente cada um dos espaços e toda a infraestrutura da qual os alunos e colaboradores podem usufruir no Colégio Português.  

“Nosso propósito é, através da educação, promover o desenvolvimento de todos os países  de língua portuguesa. Queremos transformar vidas e oferecer o que existe de melhor nos sistemas educativos, com um valor justo e ajudando quem mais precisa. Por esse motivo, o nosso compromisso social com a atribuição de bolsas de estudo e de mérito.” 

“Durante a pandemia, todos os nossos alunos usaram tablets da própria escola. Tanto aqui, no Colégio Português, como no Colégio Paraíso em São Gonçalo, o que permitiu acompanhar de forma remota os conteúdos e as aulas… Nosso objetivo é levar educação de qualidade para todos”, comentou Fiúza. 

Ao final da visita, os empresários se reuniram para discutir novos projetos que possam trazer ainda mais qualidade ao ensino e proporcionar novas oportunidades aos alunos, encurtando a distância entre Brasil e Portugal por meio da educação, juntando sinergias a favor da Comunidade Lusófona.  “Como há um movimento grande do Governo Português de atrair jovens para Portugal, temos uma imigração alta de brasileiros para o país, e um tema que é pouquíssimo explorado é a educação. Quando se sai daqui para uma escola de lá, os materiais são diferentes e a metodologia é diferente. Então, há uma dificuldade grande. Por isso, faz muito sentido essa ponte”, finaliza Nuno.

Minecraft Education: Versão educativa de um dos jogos mais populares da atualidade chega ás salas de aula do Colégio Paraíso

O jogo virtual que virou um fenômeno entre as crianças agora faz parte da metodologia de ensino do Colégio Paraíso. O Minecraft, jogo de construções utilizando blocos que conquistou o coração de muita gente e já possui uma legião de fãs, recebeu uma nova aplicabilidade: ensinar alunos dentro da sala de aula. 

A palavra “Minecraft” é uma das mais procuradas dentro do YouTube e as gameplays do jogo estão entre os vídeos mais assistidos da plataforma. De acordo com os dados divulgados pela Microsoft em 2019, o game da MOJANG STUDIOS alcançou a incrível marca de 176 milhões de unidades vendidas em escala global – número que colocou o jogo como um dos mais vendidos e populares da história. 

A nova modalidade do game está presente na metodologia de ensino de mais de 100 mil escolas em 40 países no mundo todo. Isso porque o jogo é capaz de prender a atenção das crianças tornando a aprendizagem mais divertida e, portanto, muito mais efetiva.

Benefícios da inserção de games na aprendizagem dos alunos

O destaque dessa proposta se aplica ao aprimoramento de novas habilidades na criança, além do que é tradicionalmente passado na escola e exigido pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e que são cada vez mais relevantes quando se pensa no desenvolvimento da sociedade do século XXI.

O método de aprendizagem das crianças de hoje é completamente diferente da imagem tradicional que temos do que é a escola: o que prendia a atenção de uma criança nos anos 90, dificilmente fará o mesmo para uma criança nascida em 2012, por exemplo. É por isso que os planos de ensino precisam ser constantemente reinventados.

Estamos na era digital e essa é a referência que os pequenos têm de realidade. É por isso que a inserção de jogos faz todo o sentido na grade das escolas e promove o desenvolvimento de uma série de competências que outras metodologias não alcançam. Confira algumas vantagens do game na sala de aula:

  • Estímulo da criatividade: O ambiente digital é o prato cheio para estimular a criatividade. Nesse novo espaço, o aluno pode usar suas habilidades para construir casinhas simples ou grandes impérios;
  • Conhecimento Histórico: Aquela matéria que dificilmente tem atenção dos seus alunos agora se tornou motivador. Por meio do Minecraft Education Edition, é possível voltar no tempo e construir períodos da história, fomentando ainda mais a vontade de conhecer e aprender novos assuntos;
  • Responsabilidade com o Meio Ambiente: Elemento importante da nossa sobrevivência, a experiência do Minecraft na sala de aula pode ser simulado em discussões que surgem em disciplinas importantes sobre o ecossistema e a consciência ambiental. 

Além disso, o Minecraft Education oferece ainda habilidades que envolvem noção de espaço, capacidade de planejamento e tomadas de decisão.

Microsoft na Educação 

Pensando justamente em conectar ainda mais os nossos estudantes, a Microsoft também assumiu um importante papel em nossa dinâmica de atividades.

Os professores e alunos utilizam para as aulas online o Microsoft Teams. A plataforma que foi inserida na vida dos alunos mais fortemente com a chegada do covid-19, revelou ao Colégio Paraíso o quanto a parceria foi importante para os novos modelos e mudanças do mundo. 

A solução da Microsoft  serviu para unificar a comunicação, fazendo com que o ensino não parasse; fortalecendo a participação de alunos, auxiliando no desenvolvimento e planejamento de tarefas.

Jogar xadrez é uma atividade importante no processo educativo

O xadrez é um dos jogos de tabuleiro mais disputados entre crianças, adolescentes e adultos no mundo inteiro. E não é à toa. Os jogadores competitivos querem ganhar a qualquer custo, por isso, elaboram estratégias para atingir a peça rei do seu adversário  e assim fazer xeque-mate para finalmente ganhar a partida. 

No decorrer do jogo, muitas estratégias, concentração absoluta, pensar, pensar e pensar para conquistar o objetivo, são algumas das características que o xadrez proporciona aos seus participantes, mas o que poucas pessoas sabem, é que o jogo também é uma ótima ferramenta para quem está buscando estimular ainda mais a criatividade, além de melhorar a autoestima do jogador. O Colégio Paraíso separou algumas dicas que certamente você não sabia a respeito desse jogo mundial e que conquista participantes cada dia mais novos participantes.

1- Explore a Criatividade: No final dos anos 70, um estudo dividiu jovens de uma escola americana em diversos grupos. Dessa divisão, um determinado grupo jogava xadrez, o outro mexia no computador, e outras atividades participaram dessa pesquisa. Depois de um período de 32 semanas, os participantes do xadrez tiveram o melhor desempenho em testes voltados em habilidades criativas. 

2- Exercitar o cérebro:  Da mesma forma que precisamos realizar atividades físicas para nossa saúde, é importante dizer que estimular o cérebro é também essencial para tornar melhor  a nossa mente. Um cérebro ativo e saudável garante que você organize melhor seus pensamentos nos momentos em que você estiver fazendo um estudo ou criando uma linha de raciocínio.

3-  Auxilia na memória e melhora o processo de aprendizagem: A conclusão desenvolvida por um estudo chinês revelou que um grupo de jovens que estavam jogando tabuleiro, tiveram uma memória superior e aprenderam as coisas com maior facilidade. 

4- Melhora o Q.I: Jogar xadrez exige que os participantes utilizem estratégias, pensem rápido e desenvolvam novas habilidades mentais, dessa forma, você consegue realizar outras atividades com maior facilidade. 


5- Fortalece a concentração: Atenção, muita atenção, jogar xadrez exige o máximo da nossa concentração. Esse item já foi provado por várias pesquisas da Rússia e dos Estados Unidos, além de diversos outros países no mundo, os alunos aprendem e focam mais nas aulas, obtendo melhores resultados dentro da sala de aula.

Estamos prontos para a chegada de 2021!!!

O mundo está vivendo grandes transformações, que estão modificando a nossa forma de comunicar, de relacionar com o outro e de pensar. Para acompanhar essas mudanças, a educação dos futuros cidadãos e profissionais precisam ir muito além do conteúdo tradicional ensinado em sala de aula. O estímulo ao desenvolvimento de potenciais e competências se faz necessário.

Desejamos ratificar a certeza do nosso “fazer pedagógico”, por meio de metodologias ativas e espaços inovadores ofertados pelo Colégio Paraíso. Estas pautadas em procedimentos libertadores, onde o relacionamento educador-educando é horizontal, propiciando o diálogo, o debate e a valorização das concepções prévias dos alunos, levando a formação integral do indivíduo.

Nossas propostas farão dos educandos os protagonistas no processo de ensino-aprendizagem. Assim, desejamos que os mesmos se tornem capazes de aplicar os conhecimentos desenvolvidos na escola ao longo de suas vidas, sendo possível a transformação em cidadãos com consciência social e pessoas empáticas, capazes de construir um futuro melhor para si e para os que estão ao seu redor.

Pensando na construção do futuro dos nossos alunos iremos prosseguir com os projetos já existentes e criar novos, que se adequem e confirmem nossa visão em Educação.

Primamos, com certeza, por uma Metodologia que propicie a criatividade, as tendências artísticas e a autonomia. Os alicerces para o desenvolvimento cognitivo do aluno são construídos na base. Sendo nossa prioridade incentivar o desenvolvimento integral da criança em seus aspectos físico, psicológico e social, complementando a ação da família e da comunidade. Educação e cuidado caminham juntos nesse processo de descobertas que leva ao prazer pelo aprendizado.

Sabemos que juntos somos únicos!!!

Nossos diferenciais:

  • Níveis: Educação Infantil (Creche I, II, Pré-Escola I-Turno Vespertino), Ensino Fundamental I(Letramento ao 5º ano-Turno Vespertino) Ensino Fundamental II(6º ao 9º anos-Manhã e tarde) e Ensino Médio (turno da Manhã).
  • Equipe Técnica-pedagógica: Direção pedagógica, coordenador pedagógico, pedagogas com qualificação apropriada, psicopedagogo, professores de diversas formações, Inspetores com dedicação exclusiva.
  • Seguro escolar: Porto seguro
  • Atividades físicas (oferecidas à parte)-Balé, Judô, Jusjitsu.
    • Infraestrutura-Estrutura de alto nível, salas refrigeradas, ampla espaço de recreação, computer lab, parquinho, Horta, Biblioteca informatizada, Coral musical, Cooking class (de forma esporádica).

Cabe ressaltar que já estão abertas as nossas Matrículas referentes ao próximo ano. Esta ação fará parte da proposta de divulgação, com foco na captação e fidelização de alunos. Visamos reforçar a filosofia e a nossa postura voltada a uma Educação de Excelência, que tenha preocupação com o desenvolvimento ético, moral e Intelectual.

Iniciaremos nosso ano letivo/2021 no dia 03 de Fevereiro.

Orientações acerca das matrículas e rematrículas:

1)     Documentos necessários:

1.1-Para Matrículas novas:

01 foto 3×4, Xerox da certidão de Nascimento, Xerox do comprovante de vacinação (para alunos da Educação Infantil),Histórico escolar(a partir do 2º ano do Fundamental I),xerox da identidade e CPF do aluno,xerox da identidade e CPF do responsável e comprovante de residência.

1.2-Para rematrículas:

Apenas o comprovante de residência atualizado.

2)     Orientações acerca do material didático:

O Material didático de uso individualizado, compatível ao segmento educacional e turma frequentada pelo aluno, não se encontra disponível no mercado de consumo em Geral, por tratar-se de sistema de ensino específico, cujo conteúdo é exclusivo e não poderá ser substituído por outro material, sendo fornecido ao aluno diretamente pela Instituição ou por empresa credenciada/parceira indicada por esta disponível no mercado.

3)     Mensalidades financeiras referentes ao ano de 2021 pagas no período de 14 de Outubro a 20 de Dezembro terão desconto de 50%(cinquenta por cento) do valor do reajuste.

4)     Fica fixada e disponível a tabela de valores das mensalidades do Colégio Paraíso, anexa, para o ano letivo de 2021 na secretaria.

O Colégio Paraíso traz uma grande novidade para os alunos e para os pais: A parceria com a MICROSOFT EDUCATION

Ao integrar o programa, o Colégio Paraíso entra em uma seleta comunidade, ao redor do mundo, que busca proporcionar novas tecnologias e recursos na formação de professores e alunos. A proposta visa desenvolver as competências e habilidades exigidas para o século XXI, o aluno é levado a ter pensamento crítico e desenvolver sua capacidade cognitiva e socioemocional através de treinamento e suporte com o uso de ferramentas de tecnologia educacional.
O projeto está alinhado ao novo momento do Colégio, que visa melhorar o processo de ensino-aprendizagem por meio de ferramentas tecnológicas. A inserção do Microsoft Education irá auxiliar, de maneira robusta, a formação dos alunos e a atuação dos docentes. Como parte de uma nova estrutura educacional de transformação digital, vimos como importante para o futuro de nossos discentes, no mercado de trabalho, as competências que serão desenvolvidas pelo programa e a certificação obtida através de uma empresa com reconhecimento mundial.

Durante a assinatura do contrato com a Microsoft, António Fiúza – CEO do Grupo Lusófona Brasil – enalteceu a importância da parceria para o Grupo, que hoje extravasa as fronteiras de Portugal e leva educação de qualidade a diversos lugares do mundo, com iniciativas de ensino em países de língua portuguesa como Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Angola e Moçambique.
A parceria com uma empresa do porte da Microsoft é parte de uma série de investimentos para que o Colégio Paraíso seja referência em educação em nosso país. Sem medir esforços buscamos o que o mercado tem de melhor, as mudanças já vem acontecendo desde a infraestrutura dos prédios, quadras, ginásio, piscina, estação natureza, etc. até o corpo de funcionários, direção e coordenação pedagógica da unidade.

Entre as novidades implementadas pelo projeto está o programa MINECRAFT EDUCATION, com a proposta pedagógica de trazer diversas funcionalidades e maneiras criativas para o professor envolver seus alunos através do jogo.
O Minecraft Education Edition é uma ferramenta interessante para aproximar o aluno da aprendizagem em sala de aula. Com ela os professores poderão aproveitar as possibilidades que o game oferece para tornar as aulas mais divertidas e lúdicas, estimulando o aprendizado e a criatividade, além de proporcionar habilidades importantes como autonomia e contato com a tecnologia, ainda conta com a vantagem de já ser conhecido entre os jovens.

Pontuamos aqui algumas vantagens que são destaques no programa: 

  1. DESENVOLVER A CRIATIVIDADE
    No Minecraft Education Edition, o jogador pode usar suas habilidades para construir de casinhas simples a grandes impérios, o que abre um gigantesco leque de possibilidades e faz com que a imaginação esteja sempre trabalhando. Tudo isso em um ambiente digital que permite as mais variadas criações, uma combinação perfeita para deixar a criatividade correr solta.

  2. EXERCITAR A CAPACIDADE DE PLANEJAMENTO E DE TOMADA DE DECISÕES
    Ao mesmo tempo em que o jogo proporciona muita liberdade, é preciso fazer escolhas para montar o mundo da maneira desejada. Todo o terreno disponível pode ser destruído e gerar ferramentas para que se construa outras coisas, então é necessário que o jogador se organize para chegar no resultado que deseja.
    O jogo também conta com a presença de “monstros” capazes de destruir aquilo que foi construído, por isso o aluno é estimulado a se planejar para criar um ambiente seguro.

  3. CRIAR NOÇÃO DE ESPAÇO
    Assim como no lego, a montagem dos blocos exige uma constante busca pela distribuição adequada das peças. Saber quantos blocos utilizar para um determinado objeto, o tamanho ideal da fortaleza que precisa proteger a vila montada, são exemplos de decisões que, quando praticadas, auxiliam na noção espacial.

  4. PROMOVER CONHECIMENTO HISTÓRICO
    Uma prática e motivadora maneira de utilizar o Minecraft Education Edition é reproduzindo algumas construções históricas, como castelos e monumentos. Imagine o quanto seria interessante dividir uma turma em grupos e oferecer uma determinada época a cada um, para que a recriem no jogo. A partir daí surgiria uma pesquisa e debate interessantes sobre toda a estrutura e organização dos períodos.

  5. ESTIMULAR O INTERESSE AMBIENTAL
    A cada novo jogo iniciado no Minecraft Education Edition, um novo bioma pode ser simulado. Florestas, desertos, montanhas, cada área é uma oportunidade de fazer com que o aluno conheça melhor as características de relevo, clima, flora e fauna, além das diferenças entre elas. Um projeto nesse sentido é uma maneira de levantar a discussão sobre ecossistema e consciência ambiental.

  6. APRESENTAR CONCEITOS DE PROGRAMAÇÃO
    É possível a construção de sistemas eletrônicos complexos para automação de ações no jogo. Isso permite desde a abertura de uma porta até a coleta ou criação de determinado material necessário para progressão no jogo. Em casos mais extremos é possível criar um computador virtual 100% operacional. Com isso é desenvolvido conceitos básicos de lógica através da relação de ação e reação dos circuitos construídos.
    Utilizar o Minecraft na educação é um excelente recurso. Com ele fica muito mais fácil de trabalhar questões importantes, utilizando a mesma linguagem dos alunos.

    O projeto começa a ser implantado e tem seu início para o ano letivo de 2020. Este mês inicia-se a sala MINECRAFT para programação. A escola do futuro chegou e para esta nova geração, que já nasceu digital e não conhece o mundo sem conexão, o Colégio Paraíso de São Paulo traz o que há de melhor e mais moderno no mundo! A Microsoft é nossa parceira e vem muito mais por aí!

Como ensinar seus filhos a usar as redes sociais

Quais são as redes sociais mais populares entre os jovens?

Hoje em dia existem diversas redes sociais criadas para facilitar a interação e troca de ideias. Elas são populares com pessoas de todas as idades, desde crianças muito novas até os mais idosos. Entre os mais jovens, algumas redes ganham destaque.

Nós, na posição de pais e educadores, geralmente estamos limitados no nosso conhecimento a respeito de redes sociais. Por isso, é importante saber quais são as mais populares para conseguir orientar e monitorar os pequenos. Algumas das mais utilizadas entre jovens são:

  • Twitter;
  • Facebook;
  • Instagram;
  • Youtube;
  • Tumblr

Perceba que cada uma delas têm um propósito diferente. O Instagram, por exemplo, é focado na postagem de fotos e vídeos. Por ser mais visual, é nele que muitos jovens se expõem de forma inadequada, mostrando fotos pessoais ou humilhantes. O Tumblr, já tem um foco mais textual, que permite a publicação de material criativo e compartilhamento dos escritos de terceiros.

O Youtube também tem ganhado grande popularidade entre os mais novos. Para crianças, os vídeos de unboxing são os mais populares. Para adolescentes, os youtubers, celebridades virtuais, têm maior apelo e podem influenciar muito sua formação de ideias.

Considerando que a infância e adolescência são períodos importantes da formação de um indivíduo, é  essencial que pais orientem e monitorem seus filhos para garantir que estão acessando as redes sociais de forma responsável.

Riscos das redes sociais para seus filhos

As redes sociais são excelentes para comunicação, mas têm seus riscos. Para conseguir proteger seus filhos, conheça os principais deles.

1. Abuso sexual de crianças e adolescentes

De acordo com o delegado Lorenzo Pazoli, em entrevista ao site Es Hoje,20% dos casos de abuso de crianças e adolescentes começam nas redes sociais. Perfis online dão inúmeras informações ao abusador e ainda permitem contato direto com a vítima. Mesmo quando a criança ou adolescente mente a idade, é possível que o abusador identifique sua possível faixa etária através de postagens e fotos.

Criar um perfil numa rede social é extremamente fácil, fazendo com que um abusador nem sempre tenha “cara de abusador”. Ele pode facilmente criar um perfil dentro da faixa etária de suas vítimas para aproximar-se delas. As redes também são ideais para o envio de fotos e vídeos, fazendo com que o jovem possa estar exposto a conteúdos inapropriados.

2. Cyberbullying

Apesar de tantas campanhas para combater o bullying nas escolas, a prática continua firme. Ela é tão comum que as crianças vem inventando novas formas de prejudicar colegas e uma delas é a internet.

A rede permite a propagação rápida de arquivos, documentos, imagens e vídeos. Além de deixar o conteúdo se propagar, ele ainda torna-se muito difícil de apagar, extremamente com o surgimento de grupos do Whatsapp e afins. Assim, os pares de uma criança podem fazer textos, imagens ou vídeos cruéis que prejudiquem o colega e espalhar pela web.

3. Exposição de conteúdos pessoais

Existem duas formas de postar conteúdo no Facebook: privado, só os amigos veem, ou público, todos veem e compartilham. Adolescentes são mais conscientes quanto a postagem e costumam usar o meio privado, mas crianças não. Elas postam fotos e conteúdos pessoas de forma pública, permitindo que qualquer um veja.

O grande problema é a exposição excessiva da vida da criança, que algumas vezes posta suas atividades diárias com frequência. Alguns jovens também usam as redes sociais para expor opiniões de forma agressiva ou com linguagem inadequada. Assim, é possível ofender ou prejudicar colegas através das redes.

Como ensinar seus filhos a usar redes sociais com responsabilidade

O papel dos pais é educar e instruir seus filhos durante a vida e isso inclui com o uso das redes sociais. As próprias redes já impõem algumas limitações para quem é muito novo. O Facebook, por exemplo, tem políticas de privacidade especiais para quem tem entre 13 e 18 anos, permitindo somente que postem em privados. Na teoria, crianças mais novas não poderiam ter conta, mas é normal mentir a idade para isso.

Mesmo os adolescentes na faixa etária permitida pelo Facebook criam contas mentindo estar acima de 18 para ter acesso a mais funcionalidades no perfil. Por isso é essencial monitorar o acesso às redes sociais dos jovens.

A melhor forma de conseguir orientar sem parecer o pai chato que proíbe tudo é através do diálogo. Explicar e mostrar os riscos à segurança de crianças e adolescentes os ajuda a entender por que eles não podem acessar certos tipos de conteúdo.

Também é possível utilizar apps para smartphones e dispositivos móveis que ajudam no controle parental. Eles são configurados para bloquear o acesso do usuário de acordo com a classificação etária. Portanto, impede que criem contas em redes sociais não apropriadas para sua idade ou acessar sites de conteúdo adulto. De qualquer forma, o monitoramento é essencial para garantir a saúde e bem-estar dos pequenos online, mesmo que eles não gostem.

Fim das Férias: Como Ajudar os Filhos a Voltarem à Rotina de Estudos

As crianças se acostumaram a dormir mais tarde, ficar mais tempo brincando e não ter aquela rotina do período de aulas. Uma hora tudo isso ia acabar e para que a volta ao normal aconteça sem maiores dificuldades, algumas ideias podem ser bem úteis.

Adaptação
Para evitar (muitos) resmungos no primeiro dia de aula, ao menos uma semana antes é bom colocar algumas das regras de volta ao cotidiano, como ir mudando o horário de dormir, retirar o tempo excessivo dos aparelhos eletrônicos. Retomar a rotina aos poucos, sempre com uma atitude alegre para que as crianças sintam que será divertido o reinício.

Empatia
Se é ruim para um adulto voltar a trabalhar depois das férias, imagina para uma criança. Ainda mais que o período de recesso é bem maior e os filhos costumam ficar meio perdidos sem rotina. Entender que não é muito fácil para eles ter de voltar à escola, conhecer pessoas novas, deixar de ver amigos do ano passado, conhecer novos professores (será que serão do bem ou do mal?) e que isso tudo pode gerar um estresse muito grande ajuda a não perder a paciência com eles, pois frequentemente nem eles sabem porque estão ansiosos, grudentos e chorões. Lembrar da própria infância e dos desafios enfrentados naquela época e tentar se colocar no lugar do filho ameniza discussões e desentendimentos. Ao perceber que a ansiedade é muito grande, os pais podem conversar calmamente com eles, dizer que já passaram por isso e que sabem como eles estão se sentindo. Incentivar novas aventuras e explicar que a vida é repleta de desafios também é um ótimo incentivo.

Preparação Antecipada
Envolver os filhos na escolha de materiais escolares, permitir que eles organizem suas coisas para o início das aulas antes da volta ajuda a incentivar bons sentimentos de retorno. Uma preparação até causa certa ansiedade, mas é melhor esta do que a de que o prazo está terminando e eles nem têm lápis ainda. Quando controlada e bem orientada, esta preparação trará bons sentimentos de reinício. A preparação pode incluir organização de ambientes e gavetas, mudanças no lar e renovação de roupas ou uniformes.

Organização
Um calendário semanal pode ser elaborado com os horários de entrada e saída da escola e os dias e horários das atividades extracurriculares e colocado em um lugar estratégico, como a porta da geladeira. Assim, a ansiedade dos responsáveis pode ser amenizada, evitando o medo de perder horários e esquecer alguma atividade. Depois de algumas semanas, já é possível lembrar sem precisar consultar o papel. Como mãe de seis essa tática sempre foi muito útil, pois nem sempre todos estudavam no mesmo período ou horário e as atividades eram distintas entre si.

Regras
Com certeza elas serão mais rígidas do que as do período de férias. As regras de antes do recesso podem voltar a valer como as tarefas domésticas e horários de brincar e estudar. Algumas podem evoluir, dependendo da idade da criança e dos seus compromissos. Para amenizar ansiedades e preocupações, um painel pode ser feito pela criança ou por seus pais para iniciar a volta à rotina. Com isso ficará mais fácil se adaptar e evitar estresses. Um calendário semanal individual facilita a visualização e o lembrete das obrigações, horários de estudo, tarefas domésticas e tempo livre. Logo as crianças estarão adaptadas e nem precisarão olhar mais para o planejamento.

Com paciência e sabedoria é possível retornar à rotina sem maiores problemas e ainda ajudando os filhos a crescerem positivamente com seus próprios desafios. O apoio oferecido nestes momentos difíceis será para eles uma grande demonstração de amor.

Seu Filho não sai da Internet? Saiba como Lidar

Há sempre vários questionamentos sobre isso: é perigoso? Devo me preocupar? Qual o limite? Como fazer meu filho se envolver com atividades fora da internet? Para lhe ajudar nisso, separamos algumas dicas e informações sobre esse assunto delicado, mas muito necessário em nossos tempos.

Uso excessivo do computador ou smartphone: quando devo me preocupar? 

As crianças e adolescentes da atualidade já nasceram na época digital. Computadores se tornaram cada vez mais acessíveis, e com o avanço dos smartphones, acessar a internet ficou muito mais fácil. A rede mundial de computadores oferece entretenimento e conhecimento, mas também há seus pontos negativos, inclusive o uso em excesso.

Quando se preocupar com a quantidade de tempo que seu filho fica na internet? Tudo depende do que você observa no comportamento dele. Quais são os dias e horários que ele usa a internet? Atrapalha a socialização e atividades escolares? A partir das respostas, você saberá se é o momento de impor limites.

Quais os impactos do uso excessivo da internet?

Ficar na internet em excesso, deixando de fazer outras atividades, pode causar danos à saúde, como problemas de visão e LER (lesão por esforços repetitivos). Quanto à saúde mental, quando a criança fica o tempo todo na frente do computador ou smartphone, não está interagindo, prejudicando a sociabilidade e desenvolvimento.

Além disso, na internet existe todo tipo de conteúdo. Caso fiquem conectados por muito tempo sem supervisão, as crianças e adolescentes podem ser expostos à imagens e vídeos que não estão de acordo com a classificação indicativa, como cenas de violência ou sexo.

O que fazer para meu filho sair da internet?

Se seu filho está usando a internet em excesso, é necessário impor limites e inseri-lo em outras atividades. Desconectar uma criança ou adolescente pode ser uma tarefa difícil, as não impossível, basta cumprir algumas dicas.

-Saiba dialogar
O diálogo é essencial para negociar com o seu filho. Tente estabelecer um acordo e, se estiver muito difícil, ofereça alguma recompensa, pelo menos na fase de transição.

-Proponha atividades interessantes
Identifique os interesses do seu filho e incentive-os. O que ele mais gosta de ver na internet? Que tal convidá-lo para um evento ou curso sobre o tema?

Programas e viagens em família também são ótimas opções para relaxar e compartilhar bons momentos juntos. Escolha roteiros pensando em toda a família e não só em si mesmo, para que a viagem não se torne entediante. Uma dica é optar por destinos que tenham diversas atividades ao ar livre.

-Dê o exemplo
O exemplo é primordial. Não adianta querer que o seu filho não abuse da internet, quando você faz isso. Desconecte-se um pouco, esteja mais presente, pois você será o espelho dele.

Por meio da supervisão e controle, os pais conquistam a tranquilidade de saber que o filho faz uso consciente e moderado da internet, sem que isso interfira de forma negativa na vida dele. A rede mundial de computadores oferece bastante conhecimento e entretenimento para quem sabe aproveitá-la.

O que você achou das dicas? Já aplica alguma delas em casa? Conte a sua história nos comentários. 

Hábitos que os Pais Podem Adotar para Contribuir com a Educação dos Filhos

Você sabia que os pais podem influenciar na educação dos filhos, seja de forma positiva ou negativa? Diversos especialistas vêm alertando para a importância da presença dos pais para a aprendizagem das crianças e adolescentes. Um estudo produzido por Keith Robinson, da Universidade do Texas, mostrou que alunos com pais presentes têm melhor desempenho na escola e posteriormente na universidade.

Apesar desses dados, é comum os pais se afastarem da educação dos filhos. Com a correria da rotina, muitas vezes é mais fácil chegar  em e ficar mexendo no celular do que se envolver com tarefas de casa. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas para lhe ajudar a participar da educação dos seu filho e exercer uma influência positiva na aprendizagem deles.

O diálogo é o primeiro passo na educação dos filhos

Mostre aos seu filhos que você se importa. Todos os dias, tire alguns minutos para conversar e deixe que eles falem sobre qualquer assunto no qual estejam interessados. Imponha limites, mas mostre que você é parceiro e esteja aberto ao diálogo. Ser amigo vai ajudar a construir uma relação de confiança.

Sempre que tiver uma brecha, pergunte sobre como está indo a escola, o que ele está aprendendo e quais experiências está vivendo. Para que essa aproximação se torne mais sólida, se possível, faça pelo menos uma refeição por dia em casa, na mesa, com todos reunidos.

Escola e família devem estar integrados

Para que a escola cumpra seu papel, a família também precisa ter compromisso com a educação. Esteja integrado com a vida escolar dos seus filhos: participe das reuniões de pais e mestres, mantenha contato com professores e coordenadores e marque presença nas atividades escolares. Além disso, ensine a importância de respeitar os professores e demais funcionários da instituição.

Incentivo leva ao progresso

É importante identificar as potencialidades dos seus filhos e incentivá-las, mesmo que elas não sejam nada do que você esperava para eles. É comum os pais desejarem que os filhos sejam sua projeção, mas nem sempre as crianças vão se identificar com aquilo que a família impõe.

Forçar os filhos a permanecerem em uma atividade só porque você acha que é o melhor, pode gerar frustração e podar vocações. Mostre que está ali para o que der e vier e ofereça incentivo, mesmo que as preferências deles mudem no decorrer do tempo. Isso vai estimular o autoconhecimento e desenvolver talentos.

O exemplo arrasta

A palavra convence, mas o exemplo arrasta. Pouco adianta aconselhar e estar presente na vida dos seu filhos se você não dá o exemplo. Como vai ensiná-los a respeitar os outros, se tem atitudes desrespeitosas na presença deles? Como quer incentivá-los a ler, se nunca tira um tempo para lerem juntos ou se eles não lhe vêem nem folheando um jornal? Procure dar exemplo mesmo que seja nas pequenas atitudes e grandes frutos virão.

Mantendo esses hábitos, os pais estimulam a educação dos filhos. O diálogo, presença e incentivo garantem grandes resultados na aprendizagem das crianças e adolescentes.

Você gostou das dicas? Já aplica algum desses hábitos em casa? Para ficar por dentro de mais conteúdos relacionados à educação de crianças e adolescentes, continue acompanhando o nosso blog.